Captura de Tela 2017-06-28 às 20.35.01O Lado Menos Pior

No mundo ideal, a política externa é pautada por princípios e valores, não há alianças fixas com ninguém e se olha caso por caso; as nações oprimidas têm líderes políticos democratas que se erguem contra os abusos das grandes potências. A realidade é bem diferente: no sistema internacional se lida com os interesses específicos dos grupos governantes e é preciso escolher.

 

Continuar lendo “”

Quem elegeu Bolsonaro?

5AlU5RYsBolsonaro não foi eleito porque metade dos eleitores brasileiros seria racista, machista e homofóbica. Não foi porque os homens e mulheres comuns seriam marionetes de fake news e grupos de WhatsApp. Ele não foi eleito por uma conspiração das elites contra a justiça social e os “pobres andando de avião”. Bolsonaro não foi eleito porque milhões de brasileiros se tornaram fascistas do dia para a noite, ou porque eleição sem Lula é golpe. Continuar lendo “”

Antidemocrático como xingamento

5AlU5RYsEstas eleições vemos uma disputa interessante, além da tradicional competição de promessas entre os candidatos. Os dois lados se acusam de ser uma ameaça à democracia. Ouvimos alegações de que lutar para direitos específicos para algumas minorias seja “democrático” e defender direitos iguais; questionar noções como dívida histórica e livre migração seriam antidemocráticos. Toda ideia do adversário é rotulada como antidemocrática. E isso basta para deslegitima-la e não debater a questão no mérito. Continuar lendo “Antidemocrático como xingamento”

5 motivos pelos quais o Brasil melhorou politicamente nos últimos anos

huffington-post-95Todo mundo acha que a política brasileira não presta e que as coisas vão de mal a pior. Diversos escândalos políticos, sobretudo os revelados pela Operação Lava Jato, endossaram essa percepção popular. A verdade, no entanto, é que tudo isso sempre aconteceu: a diferença é que agora está se sabendo mais a partir dos meios de comunicação e investigações.

Continuar lendo “5 motivos pelos quais o Brasil melhorou politicamente nos últimos anos”